Conheça as Linguagens de Programação: BRAINFUCK e BITCH

Possuem um PUTA CÓDIGO FODIDO! ╭∩╮


BRAINFUCK e BITCH

Dia desse eu tava navegando na internet e procurando conteúdo de teste de compiladores e acabei encontrando algumas coisas um tanto diferentes, entre elas , encontrei algumas linguagens de programação bem estranhas .

Mais conhecidas como linguagens ESOTÉRICAS. 😱

Introdução

Uma linguagem de programação esotérica (ess-oh-terr-ick), ou esolang , é uma linguagem de programação de computador projetada para experimentar idéias estranhas, difícil de programar ou como uma piada, e não para uso prático.

Existe uma comunidade pequena, mas ativa, na Internet, de pessoas que criam linguagens de programação esotéricas e escrevem programas nelas, além de debater suas propriedades computacionais (por exemplo, se essas linguagens estiverem completas em Turing ).

brainfuck

brainfuck, também conhecido como brainfck ou BF, é uma linguagem de programação esotérica notada pelo seu extremo minimalismo, criada por Urban Müller, em 1993. Ela é uma linguagem Turing completa, desenhada para desafiar e confundir os programadores, e não é útil para uso prático.

Pela sua simplicidade, o desenvolvimento de compiladores e interpretadores para essa linguagem é muito mais fácil do que para outras linguagens. O nome da linguagem é geralmente não-capitalizado (começa com uma letra minúscula), apesar de ser um substantivo próprio.

Escrevendo um “Olá, Mundo!” em brainfuck

Primeiramente, crie um arquivo com extensão .bf : vim ola-mundo.bf e insira o seguinte conteúdo no arquivo:

Esse é o Olá, Mundo!(famoso: Hello, World!) em brainfuck

++++++++++[>+++++++>++++++++++>+++>+<<<<-]>++.>+.++++++
+..+++.>++.<<+++++++++++++++.>.+++.------.--------.>+.>.

Agora nós precisamos possuir um interpretador para gerar a saída. Recomendo você instalar o bff , no Gentoo você pode instalar usando o Portage:

emerge bff

Existem outros tais como: beef, por exemplo. Se não me engano, esse está disponível para Debian, Ubuntu, Linux Mint e entre outras distros, para instalar seria: sudo apt install beef.

Após instalar use o comando do interpretador para rodar, usando o bff:

bff ola-mundo.bf

O resultado será o esperado! 😀 brainfuck terminal output

Para mais informações, consulte o site deles: http://aminet.net/package.php?package=dev/lang/brainfuck-2.lha

Bitch

A linguagem Bitch foi criada por Helen 0903 . O nome do BITCHWISE é um portmanteau entre “cadela” e “bit a bit”. Ele se origina da palavra “bit a bit”, como significando “operações bit a bit” - as únicas operações matemáticas disponíveis nos dois idiomas.

O uso da “puta” palavrão em “BITCHWISE” é transmitir raiva de maneira brusca e rude. Eles se combinam para ajudar a transmitir a combinação de dificuldade e design esotérico no idioma.

Escrevendo um “Olá, Mundo!” em Bitch

A proposta da Bitch é um pouco diferente , ela usa o compilador do Java juntamente com um interpretador. Então, para criar e gerar o Olá, Mundo! crie um arquivo .bitch:

vim ola-mundo.bitch

E insira esse conteúdo dentro:

#72/#101/#108/#108/#111/#44/#32/#119/#111/#114/#108/#100/#33/

Agora vamos tranformar essa bagaça . Para usar o compilador, siga esses comandos:

git clone https://github.com/Helen0903/bitch
cd bitch/
javac bitch.java
java bitch -c ola-mundo.bitch

Veja imagem abaixo:

Lógico que você precisará do JDK e do Git.

bitch terminal output

Se quiser testar online use o tio.sh, e lembre-se de adicionar o parâmetro -c, assim:

————————— ◆ —————————

Conclusão

Esse assunto realmente não é para todo mundo, é mais pra quem gosta de saber o “debaixo dos panos” . Está muito além de um emprego de com salário de 1.200 reais para programar em uma linguagem de programação famosa! ☺️ . Se você curte esses assuntos, recomendo você visitar o site: https://esoteric.codes/, tem muita coisa bacana lá! 😯

Abraços!

Compartilhe

Marcos Oliveira

Autor
Marcos Oliveira
Desenvolvedor de Software
youtube.com/TerminalRootTV

Pacote Promocional com Todos os Cursos

Adquira todos os cursos para se tornar um ninja do Terminal e do Linux.

Artigos Relacionados



Comentários