Como Compilar Programas no FreeBSD via Ports




O Sistema de Ports, também chamado de Coleção de Ports ou simplesmente Ports, é um “sistema de instalação” de pacotes prático e eficiente utilizado pelo FreeBSD.

É considerado o melhor esquema de instalação para Sistemas Operacionais, ele foi rapidamente adotado por outros BSDs: OpenBSD, NetBSD, … no Linux só o Gentoo que adotou com o nome de Portage, além do Arch tb, mas opcional.

A coleção fica no diretório

ls /usr/ports

Cada software está separado por categoria. Na categoria ports-mgmt , você verá diversos aplicativos da coleção: pkg, portmaster, portupgrade…entre outros.

Nota: No pkg os ‘ports’ são chamados de packages, ou seja, você não instala ports com o pkg e sim packages.

Antes de mais nada, pra você compilar um programa pelo Ports, é necessário atualizar o esquema do Ports. Para isso a gente vai usar o portsnap . Para baixar as atualizações é o comando portsnap fetch e para atualizar portsnap update . Combinando os dois comandos e economizando tempo, rode:

portsnap fetch update

Você também pode usar o svn (controle de versão, outra opção ao git ) para atualizar o ports. Cada subdiretório de aplicativos contém um conjunto de arquivos que informa o FreeBSD como compilar e instalar esse programa, chamado de esqueleto de portas . Cada esqueleto de porta inclui esses arquivos e diretórios:

  • Makefile : contém instruções que especificam como o aplicativo deve ser compilado e onde seus componentes devem ser instalados.
  • distinfo : contém os nomes e checksums dos arquivos que devem ser baixados para construir a porta.
  • files/ : este diretório contém todos os patches necessários para que o programa compile e instale no FreeBSD. Este diretório também pode conter outros arquivos usados ​​para construir a port.
  • pkg-descr : fornece uma descrição mais detalhada do programa.
  • pkg-plist : uma lista de todos os arquivos que serão instalados pela porta. Ele também informa o sistema de portas que os arquivos devem ser removidos após a desinstalação.

Como exemplo vamos instalar o Vim que por padrão não vem instalado no FreeBSD

Procuramos a localização do vim e já entramos no diretório dele com o comando

cd `find /usr/ports -type d -name 'vim'`

Para instalar basta voce rodar o comando make installl e depois é bom rodar o make clean para limpar o conteúdo criado em /usr/ports/*/*/work, você ainda pode customizar esse diretório rodando o comando junto com a variavel WRKSRCPREFIX=/path-for-compile/ e PREFIX=/local-da-instalação/ , combinando os comandos, rode

make install clean

Se der erro:

  • make showconfig (MOSTRA AS CONFIGURAÇÕES)
  • make config-recursive (HABILITA UMA POR UMA OPÇÂO)
  • make rmconfig (LIMPA TUDO)

Depois é só rodar de novo make install clean

E se você quiser desintalar, rode

make deinstall clean

Foi feito exemplo com o nano também!

Assista o Vídeo

Comentem !!!




Terminal Root - Super Usuário da Tela Preta!    Curso de Shell Script    Curso de Vim    Tutorial Git