Blog Linux

As relações já ruins entre Estados Unidos e Rússia pioraram, dando o pontapé inicial a uma ciberguerra. O presidente Barack Obama anunciou várias sanções aos russos após a conclusão de que hackers patrocinados pelo governo de Vladimir Putin realizaram ataques com o objetivo de influenciar as eleições e colocar Donald Trump como o próximo presidente dos EUA.

Além das sanções, que incluem a expulsão de 35 diplomatas russos do país e punições a cinco organizações e seis indivíduos, Obama também deve dar início a ações secretas utilizando técnicas cibernéticas; o que seria o princípio de um ciberguerra, como relata o Washington Post.

FBI e CIA chegaram à conclusão, após intensa investigação, que o governo russo realmente foi responsável pelo ataque ao Partido Democrata dos EUA. Os documentos a que os hackers tiveram acesso permitiram sujar a campanha de Hillary Clinton, favorecendo Trump, que defende políticas muito mais compatíveis com os desejos de Putin. Existe a suspeita de que o Partido Republicano também tenha sido hackeado, mas os dados vazados não foram divulgados justamente para proteger a candidatura de Trump.

Resta saber se haverá algum efeito de longo prazo para as ações de Obama. Afinal de contas, o atual presidente deixa seu cargo no dia 20 de janeiro para ceder sua cadeira a Trump, beneficiado com toda essa história. É possível que todas as ações contra a Rússia sejam suspensas a partir de então.

Via: The Verge