Blog Linux Lua

Lua é uma linguagem de script de multiparadigma, pequena, reflexiva e leve, projetada para expandir aplicações em geral, por ser uma linguagem extensível (que une partes de um programa feitas em mais de uma linguagem), para prototipagem e para ser embarcada em softwares complexos, como jogos. Assemelha-se com Python, Ruby e Icon, entre outras.

Lua foi criada por um time de desenvolvedores do Tecgraf da PUC-Rio, a princípio, para ser usada em um projeto da Petrobras. Devido à sua eficiência, clareza e facilidade de aprendizado, passou a ser usada em diversos ramos da programação, como no desenvolvimento de jogos (a Blizzard Entertainment, por exemplo, usou a linguagem no jogo World of Warcraft), controle de robôs, processamento de texto, etc. Também é frequentemente usada como uma linguagem de propósito geral.

Lua combina programação procedural com poderosas construções para descrição de dados, baseadas em tabelas associativas e semântica extensível. É tipada dinamicamente, interpretada a partir de bytecodes, e tem gerenciamento automático de memória com coleta de lixo. Essas características fazem de Lua uma linguagem ideal para configuração, automação (scripting) e prototipagem rápida.

O primeiro projeto utilizando a linguagem Lua em jogos foi em 1997 quando a LucasArts a utilizou como linguagem de script no jogo Grim Fandango.

Projetos que utilizam Lua

Jogos

Exemplos de empresas que desenvolveram jogos usando a linguagem Lua: LucasArts, Croteam, BioWare, Microsoft, Relic Entertainment, Absolute Studios, Monkeystone Games, Blizzard, SNKPlaymore, Facepunch Studios.

Instalação no Debian

apt-get install lua5.1

Criando a primeira aplicação

nano ola.lua

E cole isso dentro

#!/usr/bin/lua
print "Olá, Lua!"

Salve e rode esse comando

lua ola.lua

Irá printar: Olá, Lua!

Ou execute diretamente o código:

lua -e 'print("Olá, Lua!")'

Site Oficial da Linguagem Lua