Blog Linux Android

Os celulares estão cada vez mais presentes no dia a dia das pessoas pelo mundo, sendo cada vez mais utilizados para acessar a Internet e controlar outros tipos de dispositivos. São milhões de pessoas conectadas, em metros, carros, praças, e etc. O crescimento mobile foi tão grande e aconteceu tão rápido, que a demanda por profissionais qualificados é altíssima e a quantidade destes no mercado, ainda é escassa. Ou seja, aqueles que desejam se inserir no mercado e seguir uma carreira como desenvolvedor mobile, tem grandes oportunidades.

O Android é o Sistema Operacional mobile mais utilizado no mundo. Neste, momento existem mais usuários , mais telefones e tablets em todo o mundo do que qualquer outro Sistema Operacional mobile. A Google Play Store tem crescido a uma velocidade avassaladora e para os empresários e desenvolvedores, é a oportunidade de ganhar ainda mais dinheiro e alcançar uma base de público ainda mais amplo.

Mas, primeiro, você vai ter que aprender a desenvolver aplicativos Android. Neste post vamos aprender os requisitos básicos para desenvolver um aplicativo na plataforma Android. Introdução: Noções do Android

Antes de você mergulhar de cabeça no desenvolvimento do Android, você precisa entender como funciona o Android.

O Android, como você já deve saber, é um Sistema Operacional Open Source lançado sob a licença da Apache. Ele foi originalmente desenvolvido em 2003 por Andy Rubin, Nick Sears, Chris White e Rich Miner como uma alternativa ao Symbian (Nokia) e Windows Mobile (Microsoft). Dois anos mais tarde, o Google adquiriu a empresa com o objetivo de atingir o mercado mobile que estava em expansão. O Sistema Operacional foi alimentado com o Kernel Linux e foi apresentado oficialmente em 5 de novembro de 2007 – quase um ano após o anúncio iPhone pela Apple no início de 2007. Desde então, o Android tem crescido com força, e ultrapassou o iOS da Apple em termos de popularidade se tornando o Sistema Operacional mobile mais popular do mundo.

As versões atuais do Android são alimentados pelo Linux Kernel versão 3.x. A maioria do código – bibliotecas, APIs, etc. – são escritos em C e os aplicativos rodam em um framework Java de compatibilidade que foi baseado no Apache Harmony, uma implementação Open Source do Java. Do lado do hardware, o Android utiliza a arquitetura ARM com suporte para x86 também.

A arquitetura do Android pode ser descrita da seguinte forma:

Blog Linux Android

Basicamente, isso significa que o Android é feito com multi-camadas onde o Kernel Linux é a base. A primeira camada é a de Hardware Abstraction Layer (HAL), uma interface entre a plataforma e os diferentes fabricantes de hardwares. A segunda camada é a de System Service, API que comunica com os serviços do sistema para acessar o hardware. A terceira camada é referente ao Binder IPC, responsável por fazer a comunicação entre os processos executados na plataforma. E última, mas não menos importante a camada de Application Framework, onde fica todos os recursos das várias versões das API’s do Android.

Desenvolvendo para Android: O que você precisa

Antes de prosseguir com o desenvolvimento do Android, você vai precisar das seguintes ferramentas:

Android SDK: O Android Software Development Kit contém tudo que você precisa – ferramentas, bibliotecas e compiladores – para criar seus próprios aplicativos Android. Android Studio: O Android Studio é a IDE oficial do Google que já vem com o Android SDK para desenvolvimento Android, nela existe um conjunto de ferramentas para lidar com a criação de aplicativos. Você pode fazer o download aqui. Java: As aplicações Android são escritas em Java. O que significa que você vai ter que aguçar suas habilidades na linguagem Java. Emuladores: No decorrer do desenvolvimento de aplicativos Android, você vai precisar testar ele em vários tipos de celular com diferentes versões da plataforma. Os emuladores ajudam nesse trabalho emulando várias configurações da plataforma. Programando para Android

Existem algumas preocupações que temos que ter na hora de desenvolver nosso aplicativo Android. Por exemplo, não há uma versão “padrão” do Android, existem milhões de dispositivos executam diferentes versões do Sistema Operacional. Também não há um tamanho “padrão” de tela; você terá que otimizar o aplicativo para telas que variam de 3,8 “para 9,7”. Porém, o Android te deixa livre para seguir qualquer tipo de modelagem de desenvolvimento, que pode ser intimidante para iniciantes (mas flexível para usuários experientes).

Desenvolver para o Android apresenta uma série de desafios de programação e design. Você pode facilitar a transição para o desenvolvimento Android com o ebook Android Aprendiz para iniciantes.

O lado positivo é que, você não precisa de um novo computador para iniciar o desenvolvimento de aplicativos Android – qualquer computador antigo capaz de rodar Ubuntu é o suficiente. Com o SDK do Android e alguns conhecimentos de Java, você pode começar agora mesmo.

Download do Android Studio

Via: Ubuntu Dicas