Curso Certificação Linux LPI-102: Fundamentos e Serviços de Rede - TCP-IPv4

O TCP/IP é um conjunto de protocolos de comunicação entre computadores em rede (também chamado de pilha de protocolos TCP/IP). Seu nome vem de dois protocolos: o TCP (Transmission Control Protocol - Protocolo de Controle de Transmissão) e o IP (Internet Protocol - Protocolo de Interconexão).

O endereço IP é escrito na notação decimal com 4 posições de 8 bits cada, totalizando 32 bits . Cada parte do endereço pode ir de 0 a 255 na notação decimal.

x.y.z.k

192.168.1.1

O protocolo permite que uma rede seja dividida em classes e subclasses indicam onde começa e termina uma rede e precisam de dois IPs para marcar o seu início e final. Essa divisão é feita utilizando a máscara de rede.

IP: 192.168.1.1

Subrede: 255.255.255.0

Os bits de valor 1 na máscara indicam quais bits do endereço serão usados como endereçamento de rede.O valor 0 indica os bits que serão usados como endereçamento de máquinas. Veja o exemplo abaixo(192.168.1.1)

Blog Linux

O modelo TCP/IP tem 5 classes de endereços definidas pelas letras: A, B, C, D e E.

Classe A

Blog Linux

Classe B

Blog Linux

Classe C

Blog Linux

Classe D e Classe E:

Blog Linux

Existem alguns endereços IP especiais que são reservados para funções específicas que não podem ser utilizados como endereços de uma máquina da rede.A classe A 127.0.0.1 é utilizada como referência a própria máquina.Normalmente o endereço 127.0.0.1 é associado ao nome localhost.

Blog Linux

O modelo inicial do TCP/IP é baseado em 4 níveis :

Surgiu, então, um modelo híbrido, com 5 camadas, que retira o excesso do modelo OSI e melhora o modelo TCP/IP :

Blog Linux Blog Linux Blog Linux

As aplicações fazem acesso à camada de transporte através de portas. Elas podem ser vistas como canais de comunicações.Cada porta é referênciada como número inteiro, que a identifica e a aplicação que ela dá suporte. Este número é um valo de 16-bit, que vai do 1 ao 65535 em decimal .

Os pacotes TCP e UDP contêm em seu cabeçalho informações como endereço IP do remetente, porta de origem, endereço IP e porta de destino. Cada serviço utiliaz uma única porta.

Os números de 1 a 1024 sõ chamados de portas privilegiadas porque os serviços oferecidos através delas executam com autoridade de super-usuário.

O arquivo SERVICES definem os serviços e as portas conhecidas pelo sistema Linux

cat /etc/services

Como fazer o Cálculo de Subrede TCP/Ipv4