Impressão no Linux

lp - envia requisições à impressora

Sintaxe: lp [-mw] [-ddest] [-n#] filename…

Opções

Exemplo

lp -m -dlw rel.ps

Imprimindo diretamente

cat texto.txt > /dev/lp0

Imprimindo indiretamente

cat texto.txt | lpr
lpr texto.txt

Monitorar: fila (queue) de impressão

lpq

Gerenciar: cancelando impressões/jobs

lprm #cancela a última impressão/job do usuário corrente

Gerenciar: controlando o lpd com o lpc

lpc 

Arquivo de configuração - permissao de acesso

se esse arquivo existir, os usuarios remotos nao conseguirao imprimir. Para imprimir se deve excluir esse arquivo ou inserir dentro dele os enderecos dos hosts remotos que podem imprimir

vi /etc/hosts.lpd

Arquivo de configuração - geral

vi /etc/printcap

Compartilhando impressoras

O Cups, o servidor de impressão padrão no Linux, possui um recurso nativo de compartilhamento de impressoras. Ele permite não apenas compartilhar impressoras com outras máquinas Linux, mas também com máquinas Windows da rede, através de um servidor unificado. Para habilitar o compartilhamento, edite o arquivo “/etc/cups/cupsd.conf”, deixando-o com o seguinte conteúdo:

Port 631
Listen 631
Browsing On
BrowseAllow All
BrowseInterval 30
BrowseAddress @LOCAL
BrowseInterval 30
Order allow,deny
Allow all
Order allow,deny
Allow all
Encryption Required
Order allow,deny
Allow localhost
AuthType Basic
Require user @SYSTEM
Order allow,deny
Allow localhost

Veja que a seção “/printers”, que contém as impressoras, fica com permissão de acesso para todo mundo, enquanto o utilitário de administração do Cups (seção /admin) continua acessível apenas localmente, através do endereço http://127.0.0.1:631.

Até aqui, não estamos impondo nenhum tipo de restrição, por isso contamos com o firewall para bloquear qualquer tentativa de impressão proveniente de micros da Internet. Você pode também fazer o compartilhamento de uma forma mais segura, especificando manualmente a faixa de endereços da rede local, ou mesmo especificando individualmente os endereços IP que poderão imprimir.

Neste caso, as seções onde vai a configuração que permite aos clientes verem as impressoras disponíveis) e ficaria

Order Deny,Allow
Deny From All
Allow From 127.0.0.1
Allow From 192.168.0.*
Order Deny,Allow
Deny From All
Allow From 127.0.0.1
Allow From 192.168.0.*

Não se esqueça de incluir o endereço “127.0.0.1” na lista. Caso contrário, todo mundo vai imprimir na impressora, menos você mesmo :). Depois de alterar o arquivo, reinicie o servidor de impressão para que as alterações entrem em vigor

/etc/init.d/cups restart

Compartilhar impressoras através do Cups é mais simples do que fazê-lo através do Samba e oferece a vantagem adicional de permitir o uso do recurso de autodiscover do Cups nos clientes Linux. O autodiscover permite que os clientes Linux da rede reconheçam automaticamente a impressora compartilhada e a configurem automaticamente durante o boot, sem necessidade de nenhuma intervenção manual.

Fontes:

www.hardware.com.br

www.hugoazevedo.eti.br

www.openit.com.br